Pisares


The Gift & Orquestra Metropolitana de Lisboa - CC Vila Flor, Guimarães

Há 14 anos que os The Gift encontram forma de evitar a estagnação e de se re-inventarem. Um concerto com uma orquestra de renome seria o culminar dessa re-invenção. Surgido de um convite por parte da Caixa Geral de Depósitos (CGD), a banda de Alcobaça aceitou partilhar o palco com a Orquestra Metropolitanade Lisboa em três concertos inéditos. Um deles foi no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, o qual eu tive prazer de assistir.

A curiosidade e ansiedade seria muita. Conseguiriam eles superar-se a si próprios e proporcionar um momento único na história da banda? Conseguiriam adaptar as novas músicas, por si só tão fortes e ritmadas, que à primeira vista pareceriam nada ter a ver com arranjos orquestrais? Que tipo de alinhamento utilizariam: sobretudo singles ou retomariam às origens? Posso dizer que tudo foi melhor do que poderia imaginar.

Depois de uma corrida às bilheteiras, finalmente havia chegado o dia 11 de Abril. Já passavam quinze minutos das 22 horas, quando os elementos da orquestra surgiram em palco, vestidos a rigor, afinando os seus instrumentos. Instantes após o maestro Pedro Neves aparecer, ouvem-se os primeiros acordes de How the end... always end, do velhinho álbum Vinyl. Sónia Tavares encantou toda a plateia, com a sua portentosa voz, com um bonito e vistoso vestido armado preto, enquanto o compositor da banda, Nuno Gonçalves, brilhava no seu piano.

Are you near?, do álbum AM e das músicas mais fortes que os The Gift já compuseram, foi a que mais surpreendeu. Num registo completamente diferente do habitual, a música surgiu num lindíssimo arranjo de cordas que arrepiou todos os presentes.

Músicas que raramente são tocadas nos concertos da banda foram também aproveitadas de uma forma exímia por Nuno Gonçalves e Pedro Neves, como o caso de Love Boat (Vinyl), Elisa (AM), Next Town (Film), Wake Up (AM), Waterskin (Film) e Weekend (Vinyl). Caso para realçar que os arranjos de Love Boat e Weekend elevaram o espectáculo a um musical da Broadway, tal o ambiente que surgiu em todo o auditório.

Outras músicas foram igualmente estarrecedoras, como a minha preferida desde sempre, Actress, com o coro a dar o seu toque final, ou a irreconhecível Butterfly, sem o seu som electrónico, mas igualmente fantástica. O sucesso Fácil de Entender fez lembrar os primeiros tempos em que a Sónia e o resto do grupo ainda se sentiam relutantes em cantá-la em público, com medo que não fosse bem recebida, unicamente com o Nuno ao piano, acompanhado pela voz singular da vocalista. Ok! Do you want something simple? primou por um arranjo mais maduro, ao qual o público pareceu reagir de uma forma entusiasta e no qual todos membros da orquestra participaram com um forte grito de "OK!". Music foi outra surpresa do espectáculo. Um single repetido tantas vezes até à exaustão, acabou por ser refrescante numa noite como esta. Como não podia deixar de ser (ou não fosse a CGD a mentora do concerto), mais uma vez o Hino da Caixa combinou muito bem com a potente canção 645, num dos momentos que mais levou a plateia ao rubro.

Ao fim de Wake Up, a plateia permaneceu sentada, sabendo que a noite não podia ficar por ali e fortaleceu a sua satisfação com uma grande salva de palmas. Assim se deu início ao primeiro encore da noite, que levou a momentos absolutamente extraordinários, com a aparentemente esquecida Waterskin, a quase teatral Weekend ou a inebriantemente alegre In Repeat, com um final ao género de Arcade Fire.

No fim, já num segundo encore, Sónia Tavares convidou todos a se levantarem e dançarem o último single 645, com uma energia que levou todo o público a vibrar.

Uma noite memorável e dificilmente repetível, que merecia ser editada em DVD, onde toda banda e também a maravilhosa Orquestra Metropolitana de Lisboa e seu maestro, foram aplaudidos de pé, por longos momentos.


Como nota, apresento o alinhamento do espectáculo:

- How the end... always end.
- Are you near?
- Love Boat
- Actress
- Elisa
- Next Town
- Butterfly
- Front Of
- Fácil de Entender
- Ok! Do you want something simple?
- Hino da Caixa/645
- Music
- Wake Up
1.º Encore:
- Waterskin
- Weekend
- In Repeat
2.º Encore:
- 645

Fotos by: Xucra.
Vídeos do concerto no Coliseu de Lisboa - http://thegiftportugal.blogspot.com/

Etiquetas:

1 Comentário(s) “The Gift & Orquestra Metropolitana de Lisboa - CC Vila Flor, Guimarães”

  1. # Anonymous Anónimo

    Obrigado por Blog intiresny  

Enviar um comentário

Ligações

Criar uma hiperligação



© 2006 Pisares | Blogger Templates by GeckoandFly.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.
Learn how to make money online | First Aid and Health Information at Medical Health